China

Rússia e China na Nova Ordem Mundial: Examinando as Teorias de Aleksandr Dugin e Jiang Shigong

Rússia e China na Nova Ordem Mundial: Examinando as Teorias de Aleksandr Dugin e Jiang Shigong
17.01.2023

Àmedida que a nova ordem mundial toma forma, como resultado do Grande Jogo geopolítico e da “tempestade perfeita” da economia global, os conservadores do Ocidente questionam-se sobre o que irá acontecerá a seguir. Nesse contexto, Jonathan Culbreath aventurou-se nas teorias russas e chinesas de uma ordem mundial multipolar em The European Conservative.

O Mundo visto de Samarcanda

O Mundo visto de Samarcanda
03.10.2022

Os “ocidentais”, diz o ex-general Qiao Liang da Força Aérea do Exército de Libertação Popular chinês, gostam de se gabar de que não há guerras entre “democracias”. Esta crença, para ser justa, é bastante redutora (para não dizer banal). De fato, como o “geopolítico militante” Jean Thiriart argumentou nos anos 80, se é verdade que o grande rival militar dos EUA é a Rússia, é igualmente verdade que seu grande rival econômico (aquele que potencialmente representa a ameaça mais grave à sua hegemonia global) é a Europa Ocidental.

A verdadeira agenda dos EUA na África é a hegemonia

A verdadeira agenda dos EUA na África é a hegemonia
Crédito da foto: The Cradle
23.09.2022

Em um ambiente racional, a 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU (UNGA – UN General Assembly) discutiria o alívio das provações e tribulações do Sul Global, especialmente da África. Não será esse o caso. Como uma cabra vislumbrada pelos faróis geopolíticos, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, emitiu banalidades sobre um sombrio “inverno de descontentamento global”, mesmo quando os proverbiais admoestadores imperiais criticaram a “crise de fé” da ONU e repercutiram a “guerra não provocada” iniciada pela Rússia.

Análise da estratégia dos EUA na África: Washington pode alcançar a China?

Análise da estratégia dos EUA na África: Washington pode alcançar a China?
15.09.2022

No início de agosto, a Casa Branca publicou uma estratégia para a África Subsaariana.1 Este é um documento bastante singular que descreve os objetivos e métodos dos EUA na região. Ao fazê-lo, o próprio texto começa com uma citação do Secretário de Estado Anthony Blinken, que afirmou em novembro de 2021 que “A África moldará o futuro — e não apenas o futuro do povo africano, mas de todo o mundo.” Isso pode parecer bastante incomum, já que o Departamento de Estado geralmente publica suas próprias estratégias.

As palavras de Biden sobre Taiwan ameaçam a segurança global

25.05.2022

Mais uma vez, as tensões estão aumentando na Ásia devido ao intervencionismo americano contra a China. O presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu na segunda-feira, 23 de maio, defesa militar de Taiwan se a China tentar assumir o controle da ilha pela força no futuro. Em meio a um contexto global de risco à segurança internacional, as palavras do democrata soam verdadeiramente irresponsáveis, pois ameaçam abertamente iniciar um conflito entre duas potências nucleares.

China e Rússia são os bastiões do mundo multipolar que quebra o domínio dos EUA

24.02.2022

Como diz o filósofo e analista político russo Alexander Dugin, o mundo unipolar, a ideologia globalista e a hegemonia ocidental estão entrando em colapso, e os EUA não querem ficar de braços cruzados. Washington está disposto a tomar qualquer ação para impedir que isso aconteça. Assim, o problema da Ucrânia surgiu quando os EUA declararam uma "invasão russa iminente".