multipolaridade

A visão multipolar recalibrada de Lula o torna receptivo aos grandes interesses estratégicos dos EUA

A visão multipolar recalibrada de Lula o torna receptivo aos grandes interesses estratégicos dos EUA
31.01.2023

O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, popularmente conhecido como Lula, é um ícone da esquerda latino-americana e um titã do movimento global multipolar devido a sua co-fundação do BRICS. Estas credenciais impressionantes, no entanto, são precisamente a razão pela qual suas diferenças com os colegas BRICS da China e da Rússia em relação ao comércio e à Ucrânia são tão inesperadas. A presente peça tentará, portanto, esclarecer seus cálculos estratégicos a fim de discernir seus motivos em discordância com esses dois sobre essas questões.

2022: ano de nascimento do mundo multipolar

2022: ano de nascimento do mundo multipolar
03.01.2023

O ano começou em meio a tensões crescentes entre a Rússia e a Ucrânia, que continuaram a se deteriorar e evoluir para um conflito aberto. No final de 2021, aderindo cada vez mais à paranóia anti-russa ocidental, Kiev iniciou uma nova campanha de militarização excessiva, trazendo riscos substanciais à segurança nacional russa. O regime neonazista ucraniano também promoveu uma escalada na guerra civil e, segundo vários relatórios de inteligência divulgados pelo governo russo, estaria planejando uma “solução final” para a guerra civil no leste, com o extermínio absoluto da resistência em Donbass.

A Dimensão Coletiva do “Dasein”

A Dimensão Coletiva do “Dasein”
26.12.2022

O que para o liberalismo é o indivíduo, para o marxismo é a classe social e para o neoliberalismo o “pós-indivíduo”, quer dizer, o sujeito sobre o qual se assenta uma teoria política, para a Quarta Teoria Política (daqui para a frente QTP) é o Dasein. O Dasein é, segundo Heidegger, o ser humano entendido como “ser-aí”, como único ente capaz de “perguntar pelo ser” e que é ao mesmo tempo ser-no-mundo, ser-no-tempo e ser-com-os-outros. Neste artigo nos concentraremos no Dasein e em explicitar sua dimensão coletiva e suas características existenciais que o diferenciam do sujeito cartesiano, que é o correlato metafísico do indivíduo como sujeito do liberalismo, primeira teoria política da modernidade.

Segundo Mundo, Semiperiferia e Estado-Civilização na Teoria do Mundo Multipolar

19.12.2022

Para entender a transformação fundamental da ordem mundial que temos diante de nós, e especialmente a transição de um modelo unipolar (globalista) para um modelo multipolar, diferentes unidades conceituais e métodos podem ser usados. Eles devem se desenvolver gradualmente em uma teoria mais ou menos coerente de um mundo multipolar. Propus a primeira versão desta teoria em meus trabalhos Teoria de um Mundo Multipolar e Geopolítica do Mundo Multipolar, mas estas são apenas as primeiras abordagens de um tema tão sério.

Uma resposta revolucionária ao transatlanticismo

Uma resposta revolucionária ao transatlanticismo
13.10.2022

A Europa sofre com seus laços com os Estados Unidos e a “comunidade Ocidental de valores”. Nem em termos de sua identidade (imigração em massa, individualismo, política de gênero) nem em termos de sua política econômica e energética (sanções anti-russas), os laços estreitos com os EUA e o liberalismo oferecem um futuro à Europa. Mas como pode se dar uma alternativa revolucionária à “Nova Ordem Mundial” e à globalização? Com seu livro Missão Eurasiana, o filósofo russo Alexander Dugin apresenta uma contraproposta revolucionária à ordem mundial ocidental, que também promete um futuro promissor para a Alemanha e a Europa. A seguir, os pensamentos mais importantes de Dugin neste livro serão apresentados e será determinado se o livro também é de interesse para patriotas.

Civilização e Nação: Ordem Mundial Multipolar de Dugin

Civilização e Nação: Ordem Mundial Multipolar de Dugin
31.08.2022

O filósofo russo e especialista em geopolítica Alexander Dugin, cuja filha Darya foi recentemente morta em um ataque ainda não resolvido, está lutando por uma ordem mundial completamente nova. A guerra na Ucrânia é o prelúdio? Em seu último livro, Eurasian Mission, Alexander Dugin escreve como uma nova ordem mundial multipolar pode ser possível sem a dominação dos EUA. Saiba mais aqui.